Volta ao Mundo com a Liza – Carta 33 da Liza à GeoStar

Quénia
As eleições realizadas há 15 dias, tendo provocado alguns tumultos, deixaram o país de fora na lista de muitos viajantes.
Eu acredito que o Mundo é um lugar seguro e por isso atravessei o país. Não me demorei muito, mas visitei alguns lugares. E gostei do que vi e do que senti!
Nairobi, a capital, é considerada a cidade mais moderna do Leste Africano, a mais movimentada e a mais perigosa.
À excepção do perigo (pois não senti nenhum), foi isso que encontrei, uma cidade moderna, com jardins cuidados e agradáveis e muitos pássaros gigantes (tipo pelicanos) a enfeitar as árvores e os céus.
Cruzei-me com gente simpática, de sorriso fácil, cheirosa e bem vestida.
Caminhei kms, deixei-me perder nas ruas e descobrir lugares que não constam dos guias.
De Nairobi segui para Kisumo, uma cidade nas margens do Lago Victória, o segundo maior lago de água fresca do Mundo, que faz fronteira com 3 países: Tanzânia, Uganda e Quénia.
Também aqui me senti bem recebida e gostei da cidade!
E tive oportunidade de perceber um pouco melhor o que se passa entre as duas tribos dominantes, Bantu e Luo.
Cada uma tem o seu partido favorito e não aceita a derrota, criando tensão e até alguns conflitos físicos entre eles. Mas é entre eles. Os estrangeiros estão a salvo e são bem vindos por todos.
À parte destas questões eleitorais e tribais, achei o Quénia um país bem resolvido e feliz!
Estamos já a caminho do Uganda.
Uganda e Ruanda não constavam do plano inicial, mas é esta a magia de viajar com tempo: os planos são apenas um esboço que vou alterando à medida que falo com outros viajantes.
E isso, isso não tem preço.
Estou tão expectante… E vocês? 

Liza

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>