Volta ao Mundo com a Liza – Carta 36 da Liza à GeoStar

RuandaKigali

Que soco no estômago!
O Memorial das Vítimas do Genocídio de 1994 tirou-me o chão!
Mais de 250.000 Tutsis e Hutis moderados foram chacinados num Genocídio horrendo que marcou a história deste país.
Ódio entre duas tribos alimentado, segundo dizem, pelos seus colonizadores Europeus, que acharam que os Tutsis eram mais inteligentes e bonitos, recebendo por isso mais privilégios, o que deu início a uma separação entre duas tribos que, até então, viviam pacificamente.
Quando os Europeus saíram do país, o ódio acumulado, por alguns Hutis mais fanáticos, levou a esta chacina que matou quase tudo o que era Tutsi.
As atrocidades eram cometidas por amigos, vizinhos, compadres que, de um momento para o outro, foram instigados a matar aqueles com quem, até ali, conviviam apenas por serem de outra tribo. E se não matassem, morriam!
Além de tudo o que lhes foi tirado, perderam também a confiança nas relações humanas pois sentiram-se traídos pelos seus mais próximos. Crianças eram obrigadas a matar e ver morrer as suas famílias, antes de serem abusadas e mortas…
Olho para cada uma das pessoas com quem me cruzo na rua, em particular as que têm mais de 40 anos, e sei que, de uma forma ou de outra, foram vítimas!
Quer estivessem de um ou do outro lado da barricada, pois os que mataram também perderam… dignidade e paz de espírito.
Mais incrível me pareceu como, em apenas 20 anos, o país se transformou em um dos mais modernos e pacíficos países do Continente.
O lema é semear amor para colher amor!
E é nesse contexto, de paz e amor, que mais de 35.000 crianças, órfãs de qualquer parente, cresceram sozinhas, numa sociedade que converteu o ódio em perdão.
Enterraram as separações tribais e construíram uma nação de um só povo, com uma só língua.
Ruanda tocou-me o coração por tudo o que é.
Pequeno mas cheio de encantos, cuidado como nenhum outro, limpo, seguro, organizado, genuíno.
Até sempre Ruanda!
As fotos que vão ver são as que consegui tirar com o novo telemóvel em Kigali e as do Lago Bunyonyi que consegui recuperar.

Liza

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>