• Volta ao Mundo com a Liza – Carta 52 da Liza à GeoStar

    Posted on 2 de Fevereiro de 2018 by GeoStar in Cartas - Volta ao Mundo.

    Byron Bay

    Byron, o ponto mais ocidental da Austrália, é uma baía natural que alberga uma variedade riquíssima de fauna e flora que convive em perfeita harmonia com o homem.
    Os pássaros roubam-nos a comida da mão, as serpentes vão à praia, ninguém mata uma aranha (e que grandes e imponentes elas são por aqui), os perus andam na rua como gente grande…
    Não se vê um papel na rua ou na praia.
    Todo o mundo recicla religiosamente.
    Fazer bem dá tanto ou menos trabalho do que fazer mal!
    Os australianos têm essa forma simples, tranquila, descomplicada, leve e feliz de viver.
    Há uma energia muito particular neste país. Estão longe de tudo e não invejam ninguém.
    Nem reclamam por estarem a ser invadidos por milhares de mochileiros do Mundo inteiro, que vêem por uns tempos, para ganhar dinheiro e põem-se a andar.
    Para eles está sempre tudo na boa!
    Tratam quem lhes limpa a casa como tratam o professor dos filhos. Com respeito, admiração, apreço e gratidão.
    É como se o isolamento os tivesse mantido puros na versão original da espécie humana.
    Austrália faz-me querer ser melhor pessoa!
    Olho para eles como exemplo, aquilo que eu quero ser para mim e para quem me rodeia.
    Byron é o tipo de lugar onde se pode dar uma caminhada de 3h deixando a toalha, telemóvel e dinheiro na praia. Ninguém toca.
    Todo o Mundo tem uma chave escondida no vaso ou a porta sempre destrancada.
    E todos se cumprimentam. Nas minhas caminhadas diárias sorrio muito porque não faz sentido não sorrir a quem me cruzo.
    E num ápice passaram 3 meses a viver num dos meus lugares favoritos e mais bonitos do Mundo, com muita praia, muito sol, muita caminhada e vida saudável.
    A Feira dos Agricultores (Farmers Market) de Quinta era um dos meus momentos favoritos.
    Levava o meu pequeno almoço de casa, pedia um café lá, e sentava-me por horas a ver o ambiente.
    Esta feira é frequentada pelas famílias locais, australianos de Byron, que é a malta que eu realmente admiro.
    As crianças riem como em nenhum outro lugar. Estão felizes. Estão leves!
    Os pais deixam-nas subir às árvores, andar descalças, correr na relva, tropeçar e cair, sem as protegerem!
    Cair faz parte da vida. E torna as pessoas mais fortes, livres e felizes.
    Gosto muito de Byron mas ainda há muito para explorar neste país maior do que a Europa inteira. E o meu espírito de viajante está preparadíssimo para seguir caminho.
    Até sempre Byron Bay!

    Liza

2 Responsesso far.

  1. Can you put in a Rim template? This particular web page is difficult to read Volta ao Mundo com a Liza – Carta 52 da Liza à GeoStar | GeoStar Viagens normally for anyone individuals surfing around along with mobile devices. Or else, in case you are able to place any Really simply syndication connect, that has to be wonderful also. Poker online [url=http://goo.gl/QMSV2H]Poker online[/url]

  2. Are you able to give a Rim theme? This specific web page is actually difficult to learn Volta ao Mundo com a Liza – Carta 52 da Liza à GeoStar | GeoStar Viagens in any other case for the people of us searching with mobile devices. Normally, if you happen to can put a Feed connect, that has to be great furthermore. Poker online [url=http://goo.gl/QMSV2H]Poker online[/url]

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>