A GeoStar e a Mainan unem-se para fazer sorrir Lombok

Em destaque

 

O terramoto na Indonésia, em Agosto de 2018, deixou um rasto de destruição em Lombok… levando tudo o que as pessoas tinham.
Sendo um dos destinos mais aliciantes, paradisíaco e muito procurado pelos portugueses, era impossível ficarmos indiferentes.
Decidimos ajudar o projecto Mainan a criar sonhos e a levar alegria a todas as crianças que perderam tudo. Conheça este projecto pelas palavras da Rita Xavier, responsável pela Mainan.

“O projecto Mainan nasce de uma vontade de fazer a diferença, criar sonhos e acreditar num mundo melhor. Decidi criar este projeto depois de cinco dias numa ilha muito especial na Indonésia, onde tento voltar sempre que consigo para repor a autenticidade em que acredito.

Este ano enquanto estava nesse canto do mundo tão especial com as crianças que já são “minhas” e para quem todos os anos levo roupa, sapatos e este ano brinquedos a terra tremeu e destruiu Lombok (outra ilha da Indonésia). Três abalos fortes levaram tudo o que aquelas pessoas tinham, como explicava as crianças em Lisboa, se a nossa casa cair perdemos o que? Tudo – respondiam eles. Quando regressei a Portugal tinha um sonho, uma ideia, e uma voz que me dizia que não podia ficar parada, organizei uma campanha em parceria com 7 escolas e ainda com a ajuda da marca Knot.

Visitei cada escola, contei as crianças o que vivi na Indonésia e como precisava da ajuda de cada um para concretizar o sonho destas crianças. Juntos conseguimos juntar seis mil brinquedos, que embarcaram para a Indonésia com o intuito de mudar o mundo daquelas crianças. Os brinquedos embarcaram com destino a Indonésia e 10 dias depois embarcamos nós, seis voluntários com muita vontade de mudar nem que seja por um dia a vida daquelas crianças, que nada tinham. Chegamos a Lombok e o nosso coração parou por pequenos instantes. A realidade que se vivia nesta ilha era dura. A destruição em que estas pessoas viviam,  falta de condições sanitárias, o calor dentro das suas “casas” (perto de 50 graus), a água que levava os colchões quando chovia foi o cenário que nos acompanhou todos os dias durante a nossa missão.  As famílias neste momento vivem em tendas por cima ou ao lado dos destroços das suas antigas casas. No meio disto tudo encontramos algo que nunca achamos possível. As crianças mais incríveis, os sorrisos mais inspiradores, e um olhar de esperança face a tudo o que se passava na vida delas. Um povo com vontade de lutar para reconstruir a sua vida mesmo que sem ajuda do governo.

O nosso projeto era sobre crianças, de crianças para crianças. Brincadeira e brinquedos.  Os 6000 brinquedos  que recolhemos em Portugal, oferecidos por crianças e adultos nunca chegaram. Infelizmente, o governo Indonésio foi corrupto o suficiente para nos tentar travar e pediu-nos 35mil USD para desalfandegar os brinquedos. Nós, sem capacidade nem vontade de pagar esse dinheiro decidimos bater o pé e lutar contra eles de frente, pois num país que de tanta ajuda precisa, a ganância e a corrupção prejudicam milhares.

La molecola che costituisce questo farmaco è un inibitore della PDE5, di quali il grado di efficienza di utilizzo dipende dal dosaggio selezionato. Lovegra online e assumerlo garantisce al paziente una normale funzione erettile, eritema sul viso e collo, se hai problemi di disfunzione erettile o un’erezione debole. Limita il consumo di salumi e carni insaccate ricche Medicina-Doctor di sale e conservarti e cerca di preferire carni fresche.

Continuámos na Indonésia a lutar contra governos e alfândegas a tentar salvar os nossos 6.000 brinquedos, os nossos 6000 pequenos sonhos. Eles pediram papéis e documentos, burocracia atrás de burocracia, e nós corremos mundos e fundos para os arranjarmos. Mas sempre que arranjávamos um, eles pediam outro. No final desta luta já não pediam “só” 35 mil USD como também pediam mais 21 mil USD de taxas de armazenamento. Vimo-nos forçados a desistir dos milhares de sonhos que queríamos entregar às “nossas” crianças, tivemos do nosso lado a Embaixada Portuguesa em Jakarta e a embaixada Indonésia em Portugal, mas ninguém conseguiu ajudar. Não conseguimos entregar brinquedos, mas não desistimos.

O nosso trabalho foi Trauma Healing, passamos dias a jogar jogos, arrancar sorrisos, conhecer sonhos, jogar futebol, dançar, cantar e partilhar momentos que nos faziam esquecer o que nos rodeava. Visitamos toda e qualquer vilas que tínhamos planeado visitar e entregar brinquedos, brincámos com as crianças e durante um dia demos-lhe aquilo que eles não tinham há muito tempo, atenção.

Como tudo na vida, o material é o menos importante e por isso mesmo, a nossa missão foi um sucesso, criámos muitos sorrisos, recebemos muitos abraços, beijinhos e lágrimas, mas acima de tudo, conseguimos fazer a diferença na vida destas crianças e mudar o mundo delas. Cimentamos o importância da brincadeira em vez do brinquedo e do tempo que se dá em vez do  material.

Este novo ano vai ser cheio de desafios bons para a Mainan, deste projeto nasceu uma consultora de responsabilidade social chamada At.man que tem como intuito ajudar as empresas a investir com impacto na mudança do mundo em que vivemos. A At.man e a Mainan vão fazer uma exposição no mês de Março onde vamos partilhar com todos os que nos ajudaram os momentos únicos que vivemos.  Na exposição todas as fotografias vão estar a venda de forma a juntar fundos para pagar custos da primeira missão e ainda construir oito escolas em Lombok, a ideia é voltar para deixar um marco da nossa passagem e devolver a estas crianças algo com que muito sonham…uma escola.

Convido todos a acompanharem o nosso projeto nas redes sociais e assim irem vendo cada passo que damos neste nosso sonho de mudar a vida das crianças de Lombok.”

Rita Xavier
Mainan